Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Crianças obesas são mais lentas para pensar, diz pesquisa

Crianças obesas são mais lentas para pensar, diz pesquisa

 

Crianças podem ir mal na escola devido ao peso. Segundo um novo estudo, desenvolvido em parceria com as universidades dos estados de Michigan, Georgia, Illinois, Texas e a faculdade Waseda, do Japão, crianças com excesso de gordura têm mais dificuldades em resolver problemas, além de serem mais lentas para pensar durante as aulas. As informações são do site inglês Daily Mail.

A descoberta, publicada na revista científica Cerebral Cortex, alimenta a discussão sobre o controle do peso entre as crianças em uma semana na qual começa a vigorar na Inglaterra um imposto sobre os alimentos populares entre esta faixa etária que contenham açúcar, como refrigerante e cereal matinal.

Além da obesidade, a dificuldade de aprendizado sugere ainda que a maioria destas crianças pode estar subnutrida, uma vez que consomem alimentos prontos, processados e de baixíssimo valor nutricional.

A preocupação dos especialistas é prevenir a obesidade infantil, começando pelas mães. Grande parte das mulheres já está consideravelmente acima do peso quando engravida, dando à luz bebês também com mais peso do que o normal.

(Fonte: Terra/Adaptado)

 

Caminhada: cuidados antes e durante para quem tem sobrepeso ou obesidade

Caminhada: cuidados antes e durante para quem tem sobrepeso ou obesidade


Pessoas com sobrepeso e obesidade precisam tomar alguns cuidados especiais antes de iniciar qualquer exercício físico, um deles é passar pela avaliação de um médico, de preferência um cardiologista. É realizar um check-up médico e um teste ergométrico, para se pesquisar possíveis alterações cardíacas e metabólicas, antes de iniciar um programa de caminhadas. Começar seus exercícios com os devidos cuidados cardíacos e articulares dará mais segurança aos seus exercícios.

Indivíduos com sobrepeso ou obesidade podem ter algumas limitações que precisam ser respeitadas, como osteoporose e diabetes descontrolado. Caso a pessoa tiver um desses quadros, não deve realizar qualquer atividade sem orientação, pois pode levar a sérias lesões articulares e metabólicas. Os cuidados a serem tomados precisam ser verificados por um médico e encaminhados a um profissional de educação física, para que esse possa escolher a melhor prescrição de exercícios.

(Fonte: Minha Vida)

Crianças com TDAH têm maior risco de obesidade e sedentarismo na adolescência

Crianças com TDAH têm maior risco de obesidade e sedentarismo na adolescência

 

As crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) são mais propensas a se tornarem adolescentes obesos e sedentários, de acordo com uma nova pesquisa.

O estudo, que acompanhou quase 7.000 crianças na Finlândia, descobriu que aqueles que tinham sintomas de TDAH aos oito anos também tinham chances significativamente maiores de serem obesos aos 16 anos. As que sofriam com os sintomas da doença também eram menos ativas fisicamente como adolescentes.

O TDAH afeta de 2% a 5% das crianças em idade escolar e jovens no Reino Unido e está relacionado ao baixo rendimento escolar. Os principais sintomas são desatenção, hiperatividade e impulsividade. A doença é complexa de ser diagnosticada, entretanto questionários de triagem podem precisar e dar uma indicação de forma mais acertada com base no comportamento de uma criança.

A compulsão alimentar, que também foi investigada como um possível fator que poderia contribuir para a ligação com a obesidade, não foi prevalente em crianças portadoras da doença.

De acordo com a Public Health England, estima-se que 28% das crianças com idade entre 2 a 15 anos estão com sobrepeso ou são obesas. A obesidade na infância e na adolescência está ligada a uma grande variedade de riscos para a saúde a curto e longo prazo, incluindo diabetes tipo 2, doenças cardíacas e circulatórias, e as condições de saúde mental.

(Fonte: Zero Hora)
Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

Caminhar até o trabalho ajuda a emagrecer e a sair do sedentarismo

Caminhar até o trabalho ajuda a emagrecer e a sair do sedentarismo

 

As caminhadas realizadas como deslocamento, como ir ao mercado, ir ao trabalho, ou mesmo, até um ponto de ônibus são muito válidas no processo de emagrecimento e condicionamento físico.

Esses deslocamentos diários e frequentes provocam um gasto calórico extra e incluem mais movimento na sua vida. Isso se faz tão importante, que pesquisas mostram que indivíduos que possuem hábitos diários de atividades com mais movimentos perdem mais peso que indivíduos que fazem três dias de academia. Isso quer dizer que precisamos colocar atividade física diariamente em nossa vida para termos resultados efetivos.

O tênis é o mais indicado para esses deslocamentos. Vale a pena ir para o trabalho de tênis, e chegando lá coloque o sapato. O tênis é a melhor alternativa porque possui amortecimento e protege os pés, pernas e a coluna de impactos. Assim, a pessoa irá evitar lesões.

(Fonte: Minha Vida)

O colesterol e os alimentos

O colesterol e os alimentos

 

Fazer atividade física regularmente é uma das maneiras de manter o coração saudável, já que exercita o músculo cardíaco, ajuda na perda de peso e melhora a pressão arterial. Porém, o exercício isolado ainda não é suficiente na prevenção deproblemas e, por isso, é fundamental ainda ter uma alimentação balanceada, evitar excessos e fazer escolhas certas de alimentos.

Um dos principais alimentos amigos do coração é o peixe - entre opções, como costelinha de porco, bife e peito de frango, o peixe é a melhor opção já que tem pouca gordura saturada e ainda tem gorduras boas, como o ômega 3, que fazem bem à saúde cardíaca.

Leia mais: http://tinyurl.com/p3krezy

(Fonte: Bem Estar)

Página 204 de 234

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-raphael-torres

 

Dr. Raphael Tôrres Figueirêdo de Lucena

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba

 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: