Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Medindo o LDL

Medindo o LDL

 

 

Manter o nível do colesterol LDL – o chamado 'mau colesterol' – dentro dos limites pode ficar mais difícil. No Congresso da Associação Americana do Coração, em Dallas, cientistas da Johns Hopkins University apresentaram um trabalho no qual apontam que o atual método de cálculo do LDL deve ser revisto e que o nível deste colesterol pode estar mais alto do que o resultado obtido em testes laboratoriais.

Segundo os pesquisadores, o problema não está nos aparelhos, e sim no fato de que o LDL é calculado a partir dos níveis de colesterol HDL e de triglicerídeos, estes sim medidos de forma direta. Os valores são colocados em uma fórmula e, a partir dela, se obtém o LDL.

Leia mais: http://tinyurl.com/p8znhvq

(Fonte: Globo News)

 

Risco de diabetes pode aumentar com ganho de gordura abdominal

Risco de diabetes pode aumentar com ganho de gordura abdominal

 

Segundo os especialistas, o diagnóstico de diabetes acontece quando o nível de açúcar no sangue está acima de 126 mg/dl. Se estiver em até 100 mg/dl, está no nível normal; entre 100 mg/dl e 126 mg/dl, significa um quadro de pré-diabetes que ainda pode ser reversível.

A doença pode ser gerada pela obesidade, para a qual não só o excesso de açúcar contribui, como também a predisposição genética.

O risco de desenvolver diabetes é maior quando as mulheres atingem mais de 80 cm de circunferência abdominal e os homens, mais de 94 cm. Por isso, é importante manter o peso, levando uma vida com hábitos saudáveis, para evitar a doença.

(Fonte: Bem Estar - G1)

Obesidade aumenta o risco de artrose

Obesidade aumenta o risco de artrose

 

 

 

Especialistas geralmente concordam que a obesidade aumenta o risco de artrose, que é a principal causa de cirurgias de substituição do joelho.

O excesso de peso estressa as juntas, levando-as a se partirem. Algumas pesquisas sugerem que a inflamação associada à obesidade torna os danos ainda maiores. A perda de peso reduz as dores em pacientes com artrose.

Uma análise recente de dados norte-americanos revelou que os pacientes mais jovens tinham mais chances de ser obesos do que os mais velhos. De 9.000 pacientes, 55% dos que tinham menos de 65 anos eram obesos, comparados aos 43% de pacientes com mais de 65 anos. Cerca de 11% dos pacientes estavam na categoria de obesos mórbidos, cujo Índice de Massa Corporal (IMC) é superior a 40, comparados a 5% no grupo mais velho.

(Fonte: O Tempo)

Livre-se da gordura no fígado

Livre-se da gordura no fígado

 

Cerca de 20% dos brasileiros sofrem com a esteatose hepática, ou seja, gordura no fígado.

É preciso consumir carboidratos com moderação e investir nas fibras: a aveia, o farelo de trigo, as massas integrais, as frutas e as verduras são exemplos de fontes dessas substâncias que se revelam grandes aliadas de um fígado em forma.

Conte com os antioxidantes: ícones de qualquer alimentação balanceada, os vegetais são os principais reservatórios das substâncias que enfrentam os radicais livres, moléculas que podem prejudicar o corpo - e o fígado.

(Fonte: Revista Saúde)

A falta de ar nas mulheres

A falta de ar nas mulheres

 

Os músculos pulmonares das mulheres precisam trabalhar mais do que os dos homens, deixando-as sem ar com mais frequência após exercícios físicos, segundo um estudo realizado na Universidade McGill, no Canadá.

Os pesquisadores registaram a profundidade e a rapidez da respiração com diferentes níveis de exercícios. Eles também registaram a motivação para respirar, os sinais elétricos enviados para o diafragma para controlar o seu movimento.

O estudo dá uma noção importante sobre o porquê de mulheres com enfisema e insuficiência cardíaca terem sintomas respiratórios piores do que os dos homens. Os cientistas pretendem agora investigar o impacto da obesidade sobre a falta de ar.

(Fonte: BBC)

Página 208 de 234

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-raphael-torres

 

Dr. Raphael Tôrres Figueirêdo de Lucena

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba

 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: