Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Inverno é melhor estação para queimar calorias

Inverno é melhor estação para queimar calorias

 

A maioria das pessoas pode pensar que o verão é a melhor estação para queimar calorias. Mas, de acordo com o educador físico Gilmar Ravazoli, o melhor momento para eliminar os excessos é justamente o inverno. Isso porque, para aquecer o corpo no frio, o organismo gasta mais energia, o que acelera o metabolismo.

Ainda segundo o educador físico, não existe uma forma de calcular o percentual de perda exato em cada estação. "A queima calórica está relacionada ao peso, à idade e ao índice de gordura de cada pessoa", justifica. Mas, para que a malhação no inverno não acabe em lesão, o profissional recomenda atenção especial ao aquecimento dos músculos.

(Fonte: Terra)

 

Delícias de inverno!

Delícias de inverno!

 

Vinhos

Os polifenóis e flavonoides presentes no vinho aumentam o HDL, o bom colesterol; e auxiliam na aceleração do metabolismo levando a perda de peso, porém, em excesso, sobrecarrega o fígado e pode levar a embriaguez. Não se deve ingerir a bebida com açúcar ou mel, pois, a adição destes ingredientes pode elevar muito o teor calórico do vinho pesando na dieta. O ideal é consumir no máximo um copo de vinho por dia para homens e três vezes por semana para mulheres.

Fondue

Passar o inverno sem experimentar uma fondue é tarefa árdua. A receita cremosa e quentinha dá muito mais sabor aos dias frios. Mas é preciso ter cuidado com as calorias: chocolate, carne e queijo possuem alto teor de gordura e são bastante calóricos, por isso, prefira as versões mais leves do prato, à base de legumes e produtos light.

Sopas

Ela é benéfica para quem busca emagrecer porque a maior quantidade de água traz uma sensação de saciedade, além de contribuir para a digestão. Entretanto, se não houver uma seleção de produtos leves, o efeito pode ser contrário prejudicando a sua dieta, por isso, não se engane e invista nas versões mais leves com legumes e verduras. Elas podem até substituir as saladas. Evite as sopas cremosas e com queijos gordos.

(Fonte: Minha Vida)

Associação Médica Americana passa a considerar obesidade uma doença

Associação Médica Americana passa a considerar obesidade uma doença

 

 

A Associação Médica Americana (AMA) anunciou nesta semana que passou a considerar oficialmente a obesidade como uma doença. O anúncio foi feito junto com a aprovação de uma Política para a Obesidade no país.

 

Em comunicado, a entidade afirmou que essa decisão ajudará a mudar a forma como a comunidade médica lida com esse problema que afeta um em cada três americanos, além de melhorar o tratamento e reduzir a incidência de problemas relacionados, como doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2.

 

No Brasil, o Ministério da Saúde considera a obesidade um fator de risco, e não uma doença. Mas, para a Associação Brasileira para Estuda da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), esse conceito está ultrapassado.

 

(Fonte: Bem Estar)

 

Estudantes se alimentam mal e fazem pouca atividade física, aponta pesquisa

Estudantes se alimentam mal e fazem pouca atividade física, aponta pesquisa

 

Os adolescentes brasileiros alimentam-se mal e fazem pouca atividade física. A conclusão está na Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2012, divulgada pelo IBGE, que levantou indicadores sobre fatores de risco e proteção dos cerca 3,153 milhões de alunos do último ano (9º ano) do ensino fundamental, com faixa entária entre 13 e 15 anos.

Dentre as informações preocupantes no estudo estão a de que 41,3% dos escolares disseram consumir guloseimas (balas, chicletes, chocolates, doces) cinco ou mais dias por semana e de que 78% fazem menos de uma hora de atividade física diária por semana ou nenhuma atividade.

O consumo de guloseimas só ficou atrás do consumo de feijão (70%), leite (51,5%) e hortaliças (43,4%). Cerca de 33% tomam refrigerante cinco dias ou mais na semana e 35% comem salgados fritos quase todos os dias. Apenas 30% disseram consumir frutas frescas. Aproximadamente 21% dos entrevistados responderam que nunca comem frutas e quase 11% nunca comem hortaliças. Esse padrão regular e elevado de consumo de alimentos não-saudáveis tem se mantido desde 2009, quando foi realizada a primeira PeNSE.

(Fonte: UOL)

A importância da atividade

A importância da atividade

 

Bom, se você nunca malhou, comece já, por favor. Não é novidade que a atividade física aumenta o gasto calórico e facilita o emagrecimento. Só que há um momento na vida em que mesmo o malhador de carteirinha nota que o ponteiro da balança se nega a sair do lugar. Esse é o sinal de que está na hora de fazer pequenas alterações na rotina de exercícios. Assim como acontece com a dieta, o corpo também se acostuma com a ginástica e passa a gastar menos calorias para executá-la. E aí, trocar de modalidade chacoalha e acelera o metabolismo. Ou, se preferir, peça ao professor da academia que altere a intensidade, a quantidade e o ritmo da malhação. O exercício físico regular e bem orientado, junto com a dieta, é ainda a maneira mais eficiente para se conquistar o peso ideal.

(Fonte: Revista Saúde)

Página 212 de 227

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-raphael-torres

 

Dr. Raphael Tôrres Figueirêdo de Lucena

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba

 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: