Perigos do sobrepeso na infância

O sobrepeso pode ser definido como um peso acima do desejável para uma pessoa com uma determinada altura e pode ser originado por fatores como alimentação inadequada e falta de atividades físicas. Trata-se de um problema grave, pois pode desencadear vários danos à saúde do indivíduo, principalmente na infância.

Diferença entre sobrepeso e obesidade infantil
Quando falamos em obesidade e sobrepeso, temos que ter em mente que falamos de ocorrências diferentes, porém conectadas. Falamos que uma pessoa está com sobrepeso quando ela apresenta um peso maior do que o desejável para sua altura. Já a obesidade diz respeito a um excesso de gordura corporal em relação à massa magra.

Caso o aumento de peso de uma pessoa ocorra de maneira excessiva, pode ocorrer a obesidade, que é uma doença crônica. Segundo a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, na fase de sobrepeso, que é a fase mais inicial do excesso de peso, é mais fácil retornar ao peso normal.

A Organização Mundial de Saúde recomenda a adoção do Índice de Massa Corporal (IMC) para avaliar o estado nutricional de crianças e adolescentes. Para esse grupo, o IMC leva em conta vários fatores, sendo um cálculo complexo.
Causas do sobrepeso na infância
O aumento de peso está diretamente relacionado com fatores genéticos e ambientais. Os fatores genéticos criam uma espécie de ambiente adequado para que os fatores ambientais atuem. Os fatores ambientais relacionam-se, por exemplo, com os hábitos alimentares e também com a prática de atividades físicas, além, é claro, de aspectos psicossociais.
Na infância, a alimentação e a prática de atividades físicas são muito influenciadas pela ação dos adultos. Isso significa que, se a família consome alimentos ricos em açúcares e gorduras, é muito provável que as crianças também se alimentem dessa forma, o que pode contribuir para o aumento de peso.

O mesmo vale para a prática de atividades físicas. Quando elas são pouco estimuladas pela família, o indivíduo pode tornar-se sedentário. Ficar muito tempo sentado assistindo à televisão, jogando videogame ou fazendo uso de computador é um hábito muito observado nas crianças e que pode contribuir para o sobrepeso em razão da falta de gasto calórico dessas atividades.

Além disso, segundo a Organização Mundial de Saúde, um dos fatores identificados como importantes para o aumento de crianças com sobrepeso e obesidade é a comercialização de alimentos pouco saudáveis e bebidas não alcoólicas.

Consequências do sobrepeso na infância
O sobrepeso infantil é um fator de risco para o desenvolvimento de vários problemas de saúde. Acredita-se que cerca de 70% dos adolescentes com excesso de peso podem tornar-se adultos com sobrepeso ou obesos, condições que podem causar problemas cardíacos, hipercolesterolemia (elevadas taxas de colesterol no sangue), pressão alta, diabetes tipo 2, alguns tipos de câncer, dificuldades respiratórias e problemas ortopédicos.

Não podemos nos esquecer ainda de que o sobrepeso afeta de maneira negativa a autoestima das crianças e é comum o relato de bullying contra pessoas que estão com peso acima do indicado para sua altura. É importante dizer que o bullying apresenta relação direta, por exemplo, com o aumento dos números de suicídio. Estima-se que problemas como ansiedade e depressão sejam de três a quatro vezes mais frequente em pessoas obesas.

O sobrepeso é um assunto sério e que merece atenção, uma vez que pode desencadear uma série de problemas na infância e também na vida adulta. Para tratar o sobrepeso na infância, é importante que a criança mude seus hábitos de vida. Isso significa que a criança deve ter uma alimentação mais saudável, com redução de alimentos ricos em gordura e açúcares, por exemplo, e deve praticar atividades físicas.

É importante destacar que a criança não deve fazer dietas restritivas para perder peso. É necessário que ela seja orientada por um nutricionista e que seja feito um trabalho de reeducação alimentar. No que diz respeito à atividade física, também é importante que o médico oriente a melhor atividade a ser realizada. A atividade física pode ser inserida na vida de uma criança, por exemplo, pelo estímulo à prática de algum esporte.

Outro ponto que merece destaque quando o assunto é a redução do peso de crianças é a importância da família nesse processo. Não basta falar para a criança que ela deve ter uma alimentação melhor e não mostrar esse exemplo em casa. Toda a família deve empenhar-se para ter uma vida mais saudável, sendo essa uma atitude em que todos ganham.

(Fonte: Brasil Escola)

Todas as postagens

    Fale Conosco

    R. Barata Ribeiro, 237 - conj. 101/102 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01308-000, Brasil
    Tel.: 11 3211-1200 / 11 3125-1222