Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Tapioca roxa: beterraba

Tapioca roxa: beterraba

 

A beterraba tem poucas calorias: apenas 43 em uma unidade grande (100 gramas). A receita a seguir fica pronta em 10 minutos e rende duas porções, com 280,6 Kcal cada.

- Ingredientes

* Suco de beterraba:
1 beterraba
½ xícara (chá) com água

* Tapioca
4 colheres (sopa) de farinha de tapioca pronta

* Recheio
100 g de peito de frango cozido e desfiado
1 colher (sopa) de cebolinha picada
150 g de queijo cottage light
Sal e pimenta a gosto

- Modo de preparo

* Suco de beterraba
Bata a beterraba no liquidador com a água e coe.

* Tapioca
Em um bowl, junte três colheres (chá) do suco de beterraba com a tapioca.
Mexa com as mãos até formar um pó com pequenos flocos.
Aqueça uma frigideira pequena em fogo médio.
Com a ajuda de uma peneira, preencha toda a superfície da frigideira.
Deixe dourar de um lado.
Vire e deixe dourar do outro.
Retire e coloque uma colher do recheio no centro.
Dobre e sirva.

(Fonte: Lucilia Diniz)

 

No futuro, comida do brasileiro será processada e gourmet

No futuro, comida do brasileiro será processada e gourmet

 

Sob a influência do crescimento da renda familiar, da melhoria do nível educacional e das políticas públicas, o brasileiro deve começar a se preocupar mais com a alimentação nos próximos anos. Um estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) aponta que o aumento de renda da população e a diminuição da desigualdade social no país foram responsáveis por uma mudança na nossa mesa: a busca por produtos "gourmet" aumentou quatro vezes nos últimos anos. Por produtos "gourmet", entenda-se produtos com mais qualidade, diferenciados e mais caros.

De acordo com a pesquisa, o tradicional prato de arroz com feijão não será abolido, mas dividirá espaço na mesa dos consumidores mais exigentes com uma dieta recheada de massas, sushis, ceviches, tacos e comidas de etnias variadas.

Saúde

Nos próximos anos, a produção de alimentos saudáveis também deverá ser mais incentivada e estimulada por políticas públicas. A exemplo de outros países, o Brasil deverá intensificar o combate ao avanço de doenças que podem estar relacionadas à alimentação, como obesidade e diabetes.

Com isso, a oferta de produtos mais saudáveis deve apresentar um crescimento significativo. O objetivo dessas políticas é preventivo, o que resulta na redução de gastos com assistência social, que já sinalizam um significativo rombo nas finanças públicas.

Investimentos em programas que reduzem gordura, sódio e açúcar dos produtos alimentícios e incentivam o consumo de alimentos orgânicos e provenientes da agricultura familiar já existem e devem começar a dar resultado significativo a curto prazo.

(Fonte: UOL)

Crianças também podem sofrer com a apneia obstrutiva do sono

Crianças também podem sofrer com a apneia obstrutiva do sono

 

A apneia obstrutiva do sono não é um problema exclusivo de adultos: muitas crianças também são acometidas pelo distúrbio caracterizado pela obstrução de nariz, garganta ou orofaringe (parte da garganta logo atrás da boca). As recorrentes pausas na respiração interrompem o sono diversas vezes durante a noite, e os problemas se estendem ao longo do dia.

Além do ronco, alguns dos sintomas da apneia entre as crianças são o sono agitado, a dificuldade para respirar, dormir de boca aberta, babar e a sudorese. Um exame utilizado para o diagnóstico é a polissonografia.

Muitas vezes, esse tipo de apneia está relacionada ao aumento do tamanho (hipertrofia) das amígdalas e adenoides, a um tipo de deformação da mandíbula inferior, que é menor do que o normal (micrognatia), ou quando a pessoa tem uma língua maior que o comum (macroglossia).

Saiba mais sobre a apneia obstrutiva do sono em crianças:

Sintomas

Além do ronco, os principais sintomas da apneia do sono entre as crianças são: sono agitado, dificuldade para respirar, posições estranhas durante o sono, sudorese, urina na cama, hiperatividade, déficit de atenção, dificuldade de aprendizado e baixo rendimento escolar.

Causas

O aumento do tamanho (hipertrofia) das amígdalas e adenoides durante o crescimento é a principal causa de apneia do sono em crianças. Outras razões são: obesidade, malformações craniofaciais e doenças neuromusculares.

Tratamento

Dependendo do caso, o tratamento da apneia do sono pode ser à base de medicamentos, como os corticoides nasais, ortodôntico ou cirúrgico. A cirurgia das amígdalas e adenoide pode curar a apneia definitivamente. Nos pacientes com problemas nasais e respiração oral, o tratamento conjunto com o dentista e o fonoaudiólogo pode ser importante.

(Fonte: Zero Hora / Hospital do Coração / Adaptado)
(Foto: Bacho / Shutterstock)

Duas receitas com Açaí

Duas receitas com Açaí

Como fazer açaí na tigela

Ingredientes:

400 gramas de polpa congelada de açaí
2 bananas ou outra fruta de sua preferência como mamão ou abacate
60 ml de xarope de guaraná
Granola a gosto

Modo de preparo:

Bata no liquidificador o açaí, 1 banana e o xarope. Transfira para uma tigela e pique a outra banana por cima. Salpique com granola e bom apetite!

Você pode fazer várias combinações, como por exemplo, adicionar leite em pó, substituir o guaraná por suco de laranja, salpicar aveia, quinoa ou chia ao invés da granola.... Fica por sua imaginação e seu gosto.

Aproveite e veja como fazer um suco nutritivo com a fruta!

Receita de Suco de Uva com Açaí e Grãos

Ingredientes:

200 ml de suco de uva integral orgânico
Açúcar orgânico
1/2 colher de sopa de grãos de chia
100 gramas de polpa congelada de açaí

Modo de Preparo:

Bata todos os ingredientes juntos no liquidificador. Sirva o suco de uva com açaí e grãos de chia com gelo.

(Fonte: Bolsa de Mulher)

Excesso de peso atinge 52% dos brasileiros, aponta Ministério da Saúde

Excesso de peso atinge 52% dos brasileiros, aponta Ministério da Saúde

 

Uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira mostra que metade da população brasileira está acima do peso. Conforme dados coletados pelo Vigitel de 2014, 52,5% da população adulta do país está acima do peso ideal, um aumento de 23% nos últimos nove anos, quando a taxa era de 43%. Já o índice de obesidade - caracterizada quando a pessoa tem índice de massa corpórea acima de 30 - apresentou uma estabilização nos últimos três anos. No entanto, ele ainda é considerado alto: atinge 17,9% dos brasileiros.

Ao traçar o perfil da população com sobrepeso, a pesquisa constatou que o índice é maior entre a população masculina, que registrou uma taxa de 56,5%. Entre as mulheres, o índice cai para 49,1%. Já quando avaliado o colesterol, os dados se invertem: 22,2% da população feminina disseram ter diagnóstico médico alto da taxa, ante 17,6% dos homens. No país, 20% da população afirma ter colesterol alto. Os dados mostram ainda que o sobrepeso é maior em pessoas de 45 a 64 anos e com menor escolaridade.

O levantamento também traz dados detalhados das capitais: São Luís (MA) é a que apresenta menor índice de excesso de peso (46%), enquanto Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Fortaleza (CE) lideram o ranking (56%). Já Florianópolis (SC) destaca-se como a capital com menor índice de obesidade (14%). No topo da lista está Campo Grande (MS).

Maior cidade brasileira, São Paulo é a capital onde menos se pratica atividade física: apenas 30% dos adultos se exercitam. Em Florianópolis, o índice chega a 47%. Conforme a avaliação do Ministério da Saúde, a taxa paulistana pode ser justificada pela falta de espaço para a prática de atividades e um longo período de tempo em deslocamento dentro de veículos.

Nacionalmente, a frequência de adultos que praticam atividade física no tempo livre aumentou 18% nos últimos seis anos. De acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, se não fosse esse dado, o sobrepeso da população brasileira seria ainda maior. "O excesso de peso também é determinado pela alimentação. Enfrentar os fatores de risco é decisivo para uma vida mais saudável e para poder evitar complicações, mortes e sequelas. Todos nós temos ganhos imediatos na medida em que enfrentamos fatores de risco e transformamos a promoção da saúde em um elemento constitutivo da sociedade", disse.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos semanais para a prática da atividade física. Ainda conforme a entidade, 3,2 milhões de mortes por ano no mundo são atribuídas à atividade física insuficiente.

Para a elaboração da pesquisa, foram ouvidas, via contato telefônico, 40 853 pessoas com mais de 18 anos nas 27 unidades da federação.

(Fonte: Veja)

Página 1 de 84

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: