A Clínica

A Gastro Obeso Center – Centro Avançado de Gastroenterologia e Cirurgia da Obesidade, é uma instituição dedicada ao tratamento da obesidade e das doenças do aparelho digestivo. Fundada em 2002 pelo Drs. Almino Cardoso Ramos, Diretor Geral e pela Dra. Manoela Galvão Ramos, Diretora Administrativo-Financeira, dedica-se ao tratamento avançado da obesidade mórbida através de operações video-laparoscópicas. Já em outubro de 2005 o Centro atingiu a marca de 5 mil pacientes operados, desde 1999, quando Dr. Almino iniciou sua experiência em cirurgia bariátrica.

Hoje em dia, a Gastro Obeso Center é considerada como centro de referencia e excelência no Brasil e América Latina em termos de tratamento cirúrgico da obesidade, sendo procurado por pacientes não só de São Paulo como de outros estados, da América Latina, dos Estados Unidos, África e Europa.

A filosofia de atendimento privilegia a humanização, entendendo ser a obesidade uma doença de origem multifatorial, onde a cirurgia é parte e não o todo com relação ao seu tratamento. Desse modo, foi estabelecido um programa que, antes de ser assistencial, é educativo para os pacientes com relação às suas patologias e quais são as possibilidades de tratamento. Nesse sentido, criamos e mantemos integrada uma equipe multidisciplinar especificamente treinada e que atende diariamente no centro com conceitos de T.P.C. – “Total Patient Care” (Cuidados Totais aos Pacientes);  composta por cirurgiões, endocrinologistas, nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas, endoscopistas, cirurgiões plásticos e  terapeutas corporais. Esses profissionais dedicam-se com empenho no tratamento e pesquisa da obesidade com destacada atuação na área assistencial e  científica.

O centro funciona em consultórios próprios preparados no design “Bariátrico” de modo a atender confortável e funcionalmente os pacientes com necessidades específicas como os portadores de obesidade mórbida, os quais requerem soluções específicas nos detalhes de atendimento, acomodação e equipamentos. Nos 350m2 de um moderno centro médico situado em localização privilegiada na cidade de São Paulo, no Edifício São Paulo Center, Rua Barata Ribeiro, 237 (lateral ao Hospital Sírio-Libanês) com acesso facilitado por carro (estacionamento no local com manobrista), ônibus (1-2 quadras dos pontos da Av. 9 de Julho) e metrô (10min de caminhada da estação Trianon-MASP). Foi planejado para ser um centro de referência no tratamento cirúrgico e multidisciplinar da obesidade.

News

Bolo de caneca de coco

- INGREDIENTES
2 colheres de sopa farinha de trigo integral
2 sachês de stevia ou sucralose
1 pitada de sal
1 colher de café de fermento químico
1 ovo grande
3 colheres de sopa de leite de amêndoas
1 colher de sopa de óleo de azeite
1 colher de chá de essência de baunilha
1 colher de sopa de coco ralado em flocos.

- MODO DE PREPARO
Unte uma caneca com o azeite. Coloque os ingredientes dentro e misture tudo com um garfo. Coloque na potência
alta por 2 minutos.
Beijos e Bom Final de Semana!
Leia mais

Obesidade é o 2° principal fator de risco para o câncer, alerta estudo

Uma pesquisa liderada por cientistas da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer, com sede na França, e pelo Serviço Nacional de Saúde (NHS, da sigla em inglês), no Reino Unido, faz um importante alerta sobre obesidade e câncer. Segundo os cientistas, o excesso de peso perde apenas para o fumo quando se trata de estilos de vida evitáveis que causam câncer. O trabalho foi publicado no International Journal of Epidemiology.

Os pesquisadores realizaram análises genéticas nos tipos de câncer mais intimamente relacionados à obesidade: intestino, mama, rim, pâncreas, ovário, endométrio e esôfago.

A equipe, então, realizou testes para associar o Índice de Massa Corporal (IMC) e marcadores genéticos ao risco de câncer, a partir de estimativas de estudos anteriores. A análise revelou que a obesidade dobrou o risco de alguns tipos de câncer e mais que quadruplicou para outros.

Ao contrário de estimativas anteriores, que utilizavam somente o IMC para prever o risco de câncer, os marcadores genéticos da obesidade são muito mais apurados, segundo os pesquisadores.

Enquanto em análises usando o IMC o risco para câncer renal, por exemplo, era de 30%, com os marcadores, esse número subiu para 59%. O risco aumentou de 50% para 106% no câncer endometrial, de 6% para 13% no câncer de ovário e de 48% para 110% no câncer de esôfago.

Para o câncer de pâncreas, o aumento do fator risco obesidade mudou de 10% para 47% e, para o câncer de intestino, subiu de 5% para 44%. Em países desenvolvidos, essas taxas corresponderiam à segunda maior causa de câncer, perdendo apenas para o tabagismo.

Em 2018, uma pesquisa feita pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em colaboração com a Harvard University, atribuiu 15 mil casos de câncer por ano no Brasil ao sobrepeso e à obesidade. De acordo com o trabalho, até 2025 o número de diagnósticos da doença atribuíveis à obesidade pode crescer em até 4,6%.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o excesso de peso corporal está fortemente associado ao risco de desenvolver 13 tipos de câncer: esôfago (adenocarcinoma), estômago (cárdia), pâncreas, vesícula biliar, fígado, intestino (cólon e reto), rins, mama (mulheres na pós-menopausa), ovário, endométrio, meningioma, tireoide e mieloma múltiplo e, possivelmente, associado aos de próstata (avançado), mama (homens) e linfoma difuso de grandes células B.

(Fonte: Metrópoles)
Leia mais
Ver todas

Calcule seu IMC

Digite o seu peso e a sua altura no formulário abaixo para calcular o seu IMC.
Resultado
Calcular

Vídeos

Veja mais

Fale Conosco

R. Barata Ribeiro, 237 - conj. 101/102 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01308-000, Brasil
Tel.: 11 3211-1200 / 11 3125-1222