Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Lasanha de abobrinha com frango

Lasanha de abobrinha com frango

• INGREDIENTES:

2 abobrinhas médias
1 cebola média
1 colher de chá de alho
1 pitada de páprica picante
400g de frango desfiado
2 colheres de extrato de tomate
Sal a gosto
1 fio de azeite
100g de queijo parmesão ralado
2 tomates picados em cubos
1 copo de requeijão
½ caixa de creme de leite

• MODO DE PREPARO:

Lave bem as abobrinhas corte-as em fatias finas no sentido do comprimento, mantendo a casca.
Salpique um pouco de sal e deixe-as descansando por 20 minutos para eliminar o excesso de água. Enquanto isso, refogue numa panela a cebola, o alho e a páprica picante. Quando a cebola já estiver quase transparente, misture o frango desfiado.
Adicione então o extrato de tomate e acerte o sal. Esse recheio tem q ficar mais sequinho, uma vez que a abobrinha solta muita água.
Montagem: unte a assadeira com azeite. Coloque uma camada de abobrinha (seque-as de leve depois de tirar da água com sal), os tomates picados, o queijo parmesão ralado e uma camada do frango. Repita quantas vezes for necessário e termine com uma camada de abobrinha.
Por último despeje o requeijão diluído com o creme de leite só para ficar numa textura boa para espalhar por cima da abobrinha.
Salpique um pouco mais de queijo parmesão e leve ao forno em temperatura média por aproximadamente 30 minutos, ou até que ao espetar um grafo você sinta abobrinha bem macia.

(Fonte: GShow/NAMINHAPANELA.COM)

 

Brasileiros consomem o dobro do sódio indicado pela OMS

Brasileiros consomem o dobro do sódio indicado pela OMS

Segundo pesquisa realizada na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e publicada na Revista de Saúde Pública, o consumo diário de sódio pela população brasileira está duas vezes e meia acima do limite previsto pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O vilão é o tempero adicionado à comida, o que inclui o sal de cozinha e condimentos feitos à base de sal, que correspondem 76%de todo o sódio consumido. Eles apontam que a quantidade diária disponível para consumo é de 4,5 g por pessoa, sendo que a ingestão máxima recomendada pela OMS é de 2 g. Para reduzir o consumo de sódio, evite alimentos industrializados e não salgue a comida depois de preparada.

(Fonte: Revista VivaSaúde)

4 verdades sobre fome oculta em menos de dois minutos

4 verdades sobre fome oculta em menos de dois minutos

1. Ela é desconhecida da maioria
A fome oculta é a carência de um ou mais micronutrientes – ou seja, as vitaminas e os minerais que participam de ações essenciais para o organismo, como a produção de enzimas e hormônios e a proteção contra os radicais livres. Ela atinge uma a cada quatro pessoas no mundo. Mesmo assim, mais de 80% dos brasileiros preocupados em levar uma vida saudável não fazem ideia do que seja fome oculta, segundo levantamento da área de Pesquisa e Inteligência de Mercado da Editora Abril feito com 1 190 homens e mulheres acima de 25 anos.

2. Ela é democrática
A fome oculta não enxerga cor, raça, gênero ou classe social. Não ataca somente pessoas que não têm acesso fácil a alimentos. Também afeta quem teria condições financeiras de se alimentar bem, mas acaba comendo mal por outras razões, como a rotina atribulada ou a aderência a modismos alimentares, como achar que dietas altamente restritivas são sinônimo de saúde. E nem sempre salva a pele de quem é bom de garfo. Afinal, comer muito não significa ser bem nutrido. A síndrome está mais ligada à qualidade da dieta do que às quantidades ingeridas.

3. Ela é sorrateira
Os sinais só costumam aparecer quando o corpo já está fragilizado. A fome oculta pode acarretar cansaço, sonolência, dificuldade de concentração, instabilidade de humor e queda de imunidade. Tudo vai depender do nutriente em baixa. Por exemplo, a fadiga pode ser decorrente da falta de vitamina B12 ou de ferro, que predispõe à anemia. Já a ingestão insuficiente de potássio, cálcio ou magnésio pode ocasionar câimbras frequentes. Se as falhas não forem corrigidas, o impacto sobre a saúde poderá ser cada vez maior.

4. Ela pode ser prevenida
Suplementos vitamínicos podem ser usados para obter resultados em curto prazo. Mas a principal arma contra a fome oculta é a alimentação equilibrada. Na pesquisa da Abril, a maioria demonstrou consciência de que uma dieta saudável é fundamental. Porém, muitos admitiram que nem sempre conseguem comer o que deveriam – 45% gostariam de ingerir mais frutas; 44%, mais alimentos integrais; e 40%, mais verduras e legumes.

Dicas práticas ajudam a ganhar a batalha*:
• O prato deve ser colorido, um sinal de variedade de vitaminas e minerais;
• Abuse de frutas, verduras e legumes;
• Acrescente uma proteína (carne magra, frango, peixe, leite, ovo, queijo, feijão), um carboidrato integral (arroz) e um pouco de gordura saudável (azeite);
• Consumir frutas e legumes com casca garante maior aporte de micronutrientes;
• Produtos enriquecidos com cálcio e outros minerais podem ser úteis;
• Prefira alimentos in natura a processados e evite trocar comida caseira por fast food ou semiprontos.

*Aponta o Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde.

(Fonte: MdeMulher/Adaptado)

Receita light: espetinhos de frutas ao molho de mel

Receita light: espetinhos de frutas ao molho de mel

• Ingredientes

150 g de ameixas pretas secas sem caroço
2 maçãs vermelhas médias com casca cortadas em cubos pequenos
2 maçãs verdes médias com casca cortadas em cubos
2 peras médias com casca cortadas em cubos
300 g de queijo-de-minas frescal light cortado em cubos
Palitos de madeira para espeto
3 col. (sopa) de creme vegetal sabor manteiga
½ (chá) de mel
Creme vegetal sabor manteiga para untar

• Modo de fazer

Pré-aqueça o forno em temperatura média (180° C). Unte uma assadeira retangular grande com creme vegetal BECEL sabor manteiga (40 cm x 28 cm) e reserve. Monte os espetinhos alternando ameixa preta, cubos de maçã vermelha, cubos de maçã verde, cubos de pera e cubos de queijo. Coloque-os na assadeira. Em uma panela pequena aqueça o creme vegetal sabor manteiga, junte o mel e ferva por 3 minutos. Espalhe sobre os espetinhos reservados e leve ao forno por 30 minutos, regando às vezes com o molho da assadeira. Passe os espetinhos para uma travessa e coloque o molho que ficou na assadeira em uma molheira ou tigela pequena. Sirva os espetinhos com o molho.

DICA: se preferir junte meia colher (chá) de canela em pó ao molho antes de ferver.

(Fonte: Corpo a Corpo)

Atividade física regular reduz o risco de câncer

Atividade física regular reduz o risco de câncer

Praticar atividades físicas regularmente reduz o risco de desenvolver 13 tipos de câncer. De acordo com o estudo publicado na revista científica JAMA Internal Medicine, a prática de exercícios está associada a uma redução de 7% na probabilidade de desenvolver qualquer tipo de tumor.

A prática de exercícios está relacionada à uma redução de 42% no risco de câncer de esôfago e 25% no caso de tumores no fígado e pulmão. Em média, a prática regular de exercício físico estava associada à redução de 7% no risco de desenvolver qualquer tipo de câncer.

Por outro lado, a atividade física regular foi associada a um aumento em dois tipos de câncer: próstata (+5%) e melanoma (+27%). No caso do melanoma, tipo agressivo e letal de câncer de pele, o índice foi observado apenas em regiões onde há alta incidência de raios UV e os autores acreditam que esse aumento esteja relacionado à prática de atividade física ao ar livre. Já em relação ao câncer de próstata, não há uma hipótese de relação direta, mas os autores acreditam que homens que se exercitam mais também tendem a se cuidar mais e, assim, são mais diagnosticados.

Na maioria dos casos, a relação entre atividade física e redução do risco de câncer foi mantida independente do peso e do hábito de fumar dos participantes. As atividades às quais o estudo se refere são: caminhar, correr, nadar ou pedalar, em um ritmo que pode ir de pausado a intenso, durante 150 minutos por semana.

(Fonte: Veja Saúde/Adaptado)

Página 1 de 135

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-raphael-torres

 

Dr. Raphael Tôrres Figueirêdo de Lucena

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba

 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: