Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Estudo revela vínculo entre adoçantes artificiais e intolerância à glicose

Estudo revela vínculo entre adoçantes artificiais e intolerância à glicose

 

O consumo de adoçantes artificiais pode aumentar o risco de desenvolver intolerância à glicose em alguns indivíduos, segundo um estudo divulgado pela revista científica britânica "Nature".

Um grupo de cientistas, liderado pelo israelense Eran Elinav, do Instituto de Ciência Weizmann, de Rehovot (Israel), chegou a esta conclusão após ter realizado um teste com ratos e humanos.

"Nosso estudo não é definitivo em sua conclusão para os humanos, mas revela que se trata de um assunto não resolvido e que deveria ser analisado de novo pois deixamos claro que os adoçantes podem ter um efeito diferente nas pessoas", acrescentou Elinav, que admitiu que após realizar seu estudo, optou por deixar de tomar café com adoçante.

O consumo destes adoçantes está estendido em produtos alimentícios e bebidas, como os refrigerantes dietéticos e sobremesas sem açúcar e são recomendados em dietas de emagrecimento e em tratamentos ou prevenção de desordens metabólicas.

No entanto, os dados que respaldam seu consumo neste último estudo são limitados.

Além disso, segundo a pesquisa, estes adoçantes alteram a composição e a função do microbioma -trilhões de bactérias e vírus que povoam as diferentes partes do corpo- em alguns humanos.

Os resultados divulgados pela "Nature" sugerem que os adoçantes artificiais não calóricos poderiam exacerbar, ao invés de prevenir, as desordens metabólicas como a intolerância à glicose e o diabetes.

(Fonte: Terra/Adaptado)

 

Cirurgia de estômago tem de ser último recurso para jovem obeso

Cirurgia de estômago tem de ser último recurso para jovem obeso

Cirurgia de obesidade no UOL com Dr. Almino Ramos!

Cirurgia de estômago tem de ser último recurso para jovem obeso.
Leia a matéria: http://goo.gl/t5djxR

Consumir menos calorias pode melhorar apneia do sono

Consumir menos calorias pode melhorar apneia do sono

Consumir menos calorias pode melhorar os sintomas da apneia obstrutiva do sono em pessoas obesas. É o que mostra uma pesquisa feita no Laboratório de Patologia Clínica e Experimental da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e cujos resultados foram apresentados nesta semana durante um congresso nos Estados Unidos.

A apneia do sono ocorre quando uma via respiratória é bloqueada subitamente e interrompe a respiração, resultando em episódios de roncos altos à noite e de fadiga crônica durante o dia. Além da dificuldade para dormir, o problema é associado à alta pressão arterial, arritmias, derrames e problemas cardíacos.

Segundo a autora do trabalho, Julia Freitas, pesquisadora do Instituto de Nutrição da Uerj, estudos anteriores já indicavam que a apneia obstrutiva do sono pode ser reduzida com uma diminuição radical de peso, por meio de cirurgia bariátrica, restrição severa de calorias ou programas muito intensos de atividades físicas. Mas, pela primeira vez, ficou demonstrado que uma diminuição moderada das calorias — com perda de 5,5 quilos, em média — já produz efeitos benéficos para o problema respiratório.

(Fonte: Veja)

Deixar carro na garagem melhora bem-estar, diz estudo

Deixar carro na garagem melhora bem-estar, diz estudo

Um estudo britânico diz que caminhar, pedalar ou até tomar condução para o trabalho é melhor para o bem-estar do que dirigir. A pesquisa das universidades de East Anglia (UEA) e York observou 18 mil pessoas durante uma década. A conclusão dos especialistas é que deixar o carro na garagem pode ter um impacto profundo na qualidade de vida.

Além dos óbvios efeitos na saúde, o estudo destaca os efeitos psicológicos da troca de meio de transporte. Os cientistas da Escola Médica da UEA e do Centro para Economia Sanitária da Universidade de York monitoraram níveis de inutilidade, infelicidade, insônia e incapacidade de resolver problemas dos participantes.

Eles também levaram em conta outros fatores que afetam o bem-estar, como renda, filhos, mudanças de casa ou trabalho ou relacionamentos.

'Mais contentes'

Aqueles que tinham viagens mais ativas apresentaram níveis de bem-estar maiores do que os que dirigiam ou tomavam condução.

Ao analisar os níveis de bem-estar de um pequeno grupo que trocou o carro ou o ônibus por bicicleta ou caminhada, os pesquisadores descobriram que o grupo ficou mais contente.

Estudos anteriores já tinham apontado os benefícios de não andar de carro para quem quer controlar o peso.

Homens que vão trabalhar de ônibus ou trem têm, em média, cerca de três quilos a menos que os que dirigem.

(Fonte: R7)

Torta rápida de espinafre

Torta rápida de espinafre

 

Confira a receita especial que a Dra. Manoela Galvão separou para seu fim de semana!

Chega de comida congelada! Mesmo sem tempo, é possível preparar comidas saudáveis e saborosas em casa. A prova é esta receita de torta de espinafre, cheia de benefícios e sem glúten nem gordura, que em meia horinha fica pronta.

A lista de benefícios do espinafre é extensa e inclui ferro, vitamina C, vitamina A e antioxidantes, que defendem a pele contra o envelhecimento e as células contra o câncer.

Mas não era para ser rápido? Então, chega de conversa e vamos logo à receita desta torta sem farinha. Rende seis porções, com apenas 73kcal cada.

- Ingredientes:
1 ½ xícara (chá) de espinafre cozido
1 xícara (chá) de queijo cottage
1/3 de xícara (chá) de queijo-de-minas light ralado
6 claras
1 ovo
1 cebola média picada
1 pitada de pimento-caiena
1 pitada de noz-moscada
Sal a gosto
Spray de cozinha

- Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno.
Em uma frigideira antiaderente, refogue a cebola até ficar translúcida.
Adicione o espinafre, mexa e reserve.
Borrife spray em um refratário para torta.
Espalhe o queijo-de-minas e o espinafre por toda a forma.
Em seprado, bata as claras, o ovo, o cottage e os temperos.
Finalize colocando a mistura sobre o espinafre no refratário.
Asse por cerca de 30 minutos.

(Fonte: Lucilia Diniz)

Página 1 de 56

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: