A Clínica

A Gastro Obeso Center – Centro Avançado de Gastroenterologia e Cirurgia da Obesidade, é uma instituição dedicada ao tratamento da obesidade e das doenças do aparelho digestivo. Fundada em 2002 pelo Drs. Almino Cardoso Ramos, Diretor Geral e pela Dra. Manoela Galvão Ramos, Diretora Administrativo-Financeira, dedica-se ao tratamento avançado da obesidade mórbida através de operações video-laparoscópicas. Já em outubro de 2005 o Centro atingiu a marca de 5 mil pacientes operados, desde 1999, quando Dr. Almino iniciou sua experiência em cirurgia bariátrica.

Hoje em dia, a Gastro Obeso Center é considerada como centro de referencia e excelência no Brasil e América Latina em termos de tratamento cirúrgico da obesidade, sendo procurado por pacientes não só de São Paulo como de outros estados, da América Latina, dos Estados Unidos, África e Europa.

A filosofia de atendimento privilegia a humanização, entendendo ser a obesidade uma doença de origem multifatorial, onde a cirurgia é parte e não o todo com relação ao seu tratamento. Desse modo, foi estabelecido um programa que, antes de ser assistencial, é educativo para os pacientes com relação às suas patologias e quais são as possibilidades de tratamento. Nesse sentido, criamos e mantemos integrada uma equipe multidisciplinar especificamente treinada e que atende diariamente no centro com conceitos de T.P.C. – “Total Patient Care” (Cuidados Totais aos Pacientes);  composta por cirurgiões, endocrinologistas, nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas, endoscopistas, cirurgiões plásticos e  terapeutas corporais. Esses profissionais dedicam-se com empenho no tratamento e pesquisa da obesidade com destacada atuação na área assistencial e  científica.

O centro funciona em consultórios próprios preparados no design “Bariátrico” de modo a atender confortável e funcionalmente os pacientes com necessidades específicas como os portadores de obesidade mórbida, os quais requerem soluções específicas nos detalhes de atendimento, acomodação e equipamentos. Nos 350m2 de um moderno centro médico situado em localização privilegiada na cidade de São Paulo, no Edifício São Paulo Center, Rua Barata Ribeiro, 237 (lateral ao Hospital Sírio-Libanês) com acesso facilitado por carro (estacionamento no local com manobrista), ônibus (1-2 quadras dos pontos da Av. 9 de Julho) e metrô (10min de caminhada da estação Trianon-MASP). Foi planejado para ser um centro de referência no tratamento cirúrgico e multidisciplinar da obesidade.

News

VITAMINA PROTEICA DE BANANA

INGREDIENTES
1 banana PRATA congelada;
1 potinho de iogurte natural desnatado;
200 ml de leite de aveia;
1 colher de sobremesa de pasta de amendoim integral;
1 colher de (sopa) de quinoa em flocos.

MODO DE PREPARO
Bata todos os ingredientes no liquidificador até que fique homogêneo. Prontinho, agora é só beber e se deliciar. Saúde!
Um Beijo e Ótimo Fim de Semana!
Leia mais

Gordura em vias respiratórias pode ter implicações para doenças pulmonares obstrutivas em obesos asmáticos

Estudos epidemiológicos relatam que os indivíduos que são asmáticos e também obesos ou com excesso de peso têm doenças mais graves do que os indivíduos de peso saudável. Postulou-se que o acúmulo de tecido adiposo dentro da parede das vias aéreas pode ocorrer em pacientes com sobrepeso e contribuir para a patologia das vias aéreas. O objetivo do trabalho publicado pelo European Respiratory Journal foi determinar a relação entre o tecido adiposo na parede das vias aéreas e o índice de massa corporal (IMC) em indivíduos com e sem asma.

Os cortes transversais das vias aéreas foram amostrados de forma estratificada dos pulmões post-mortem de indivíduos controle (n=15) e casos de asma não fatal (NFA, n=21) e fatal (FA, n=16). A relação entre tecido adiposo das vias aéreas, remodelação e inflamação também foi avaliada. As áreas da parede das vias aéreas e do tecido adiposo foram estimadas por contagem de pontos e expressas como área por mm do perímetro da membrana basal (Pbm). O número de eosinófilos e neutrófilos foi expresso como densidade de área.

O IMC variou de 15 a 45 (kg/m²) e foi maior na NFA (p<0,05). O tecido adiposo foi identificado na parede externa das grandes vias aéreas (Pbm>6 mm), mas raramente foi observado nas pequenas vias aéreas (Pbm<6 mm). A área de tecido adiposo se correlacionou positivamente com o IMC e a espessura da parede das vias aéreas em todos os grupos. Densidades de neutrófilos se correlacionaram com área de tecido adiposo em indivíduos controle (Pbm>6mm, p=0,04) e tanto neutrófilos quanto eosinófilos em FA (Pbm>12mm, p<0,01).

Esses dados mostram que o tecido adiposo está presente na parede das vias aéreas e está relacionado ao IMC, à espessura da parede e ao número de células inflamatórias. O acúmulo de tecido adiposo das vias aéreas em indivíduos com sobrepeso pode, portanto, contribuir para a fisiopatologia das vias aéreas.

(Fonte: News Med)
Leia mais
Ver todas

Calcule seu IMC

Digite o seu peso e a sua altura no formulário abaixo para calcular o seu IMC.
Resultado
Calcular

Vídeos

Veja mais

Fale Conosco

R. Barata Ribeiro, 237 - conj. 101/102 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01308-000, Brasil
Tel.: 11 3211-1200 / 11 3125-1222