Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Dica de alimentação: SOPA!

Dica de alimentação: SOPA!

 

Dependendo da receita, ela vale por uma refeição leve e completa. E pode saciar mais que um grelhado com salada - dupla consagrada nas dietas de emagrecimento. Servida quentinha, ainda tem a vantagem de despertar o paladar, as papilas gustativas e o sistema nervoso central antes mesmo de você levar a primeira colherada à boca. Isso facilita a digestão e, consequentemente, a perda de peso. Aproveite!

Prefira as sopas que contêm grãos e vegetais desidratados, como ervilha, feijão, lentilha e cenoura. Outras boas opções são as receitas à base de aveia ou quinua. Prefira as opções com menos gordura e cuidado com a quantidade de sódio, que não deve ultrapassar 200 miligramas por 100 gramas. E dispense as sopas que têm gordura trans.

Dica para sua sopa! O creme de leite deixa-a deliciosamente cremosa, mas acrescenta muitas calorias. Uma única colher de sopa (15 g) soma 40 calorias ao prato. Uma maneira de torná-la cremosa sem apelar para o creme de leite é engrossá-la com aveia ou batata cozida passada na peneira, ingredientes não tão magros mas infinitamente mais leves do que o gorduroso creme. Lembre-se, no entanto, de que as feitas com legumes batidos são naturalmente mais consistentes.

(Fonte: Boa Forma)

 

Personalidade determina grau de obesidade

Personalidade determina grau de obesidade

 

A sua personalidade pode ter um papel importante no seu peso, de acordo com um novo estudo norte-americano. Os pesquisadores do U.S. National Institute on Aging (Instituto Nacional de Envelhecimento) descobriram que pessoas impulsivas, cínicas, competitivas ou agressivas são mais propensas a estar acima do peso.

E pessoas altamente neuróticas e menos conscienciosas estão mais propensas a passar pelo efeito sanfona (engorda-emagrece).

“Indivíduos com esses traços tendem a cair em tentação e não têm disciplina para andar na linha entre tantas dificuldades e frustrações”, disseram os pesquisadores, no material de divulgação da pesquisa. “Para manter o peso ideal, é necessário ter uma dieta saudável e fazer parte de um programa de atividade física. Os dois, no entanto, requerem compromisso e comedimento. Tal controle pode ser difícil para indivíduos impulsivos.”

Apesar de as pessoas tenderem a ganhar peso com a idade, o estudo descobriu que aqueles que eram impulsivos estavam mais propensos à obesidade. As pessoas que pontuaram pelo menos 10% em impulsividade tinham 10kg a mais do que aqueles abaixo desse valor. Aqueles que são cínicos, competitivos e agressivos também tiveram grande ganho de peso, mostrou o estudo.

(Fonte: IG/Adaptado)

Como entrar em forma sem a ajuda de aparelhos de ginástica

Como entrar em forma sem a ajuda de aparelhos de ginástica
Pesquisa revela que o hit da malhação para 2013 será usar o próprio peso corporal para trabalhar a musculatura e ganhar resistência
Pesquisa revela que o hit da malhação para 2013 será usar o próprio peso corporal para trabalhar a musculatura e ganhar resistência


Nada de aparelhagens complexas, aula de boxe ou pilates. A próxima onda nas academias de ginástica é o exercício que tira proveito simplesmente da atração que a gravidade exerce sobre o corpo. É o que aponta uma pesquisa do Colégio Americano de Medicina do Esporte na qual mais de 3 mil profissionais de educação física dos cinco continentes opinaram sobre o que será tendência no ano que vem. No levantamento já tradicional, feito há sete anos, pela primeira vez o chamado body weight training figura entre os cinco principais tópicos referentes ao mundo do fitness na próxima temporada.

O princípio desse tipo de treino é usar a massa corporal como carga, permitindo que o indivíduo se exercite em qualquer lugar, sem a necessidade de equipamentos. São os clássicos movimentos de agachamento, flexão de braço e polichinelo, conjunto de práticas pra lá de conhecidas, mas com uma roupagem diferente. Numa das versões, batizada de TRX, elásticos e fitas entram em ação, aumentando um pouco a resistência e, consequentemente, a eficiência.

(Fonte: Revista Saúde)

Saiba mais sobre a cirurgia bariátrica!

Saiba mais sobre a cirurgia bariátrica!

O objetivo da cirurgia bariátrica é restabelecer o peso adequado com melhora dos quadros de obesidade mórbida, associados a outros problemas, denominados co-morbidades, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, colesterol elevado, triglicérides elevado e osteoartrose.
Para saber se a cirurgia é indicada a determinado paciente, o médico calcula o índice de massa corporal (IMC), que corresponde ao peso em quilogramas dividido pela altura em metros ao quadrado. Quando o resultado da conta for maior que 35, associado à co-morbidades, surge a recomendação do procedimento para redução do peso.
Além do acompanhamento minucioso do médico e de outros profissionais no pós-operatório, é necessário manter um programa de atividade física (sob orientação de um profissional) para que os objetivos sejam alcançados e mantidos. Com a cirurgia bariátrica, é possível perder, em média, de 30% a 40% do excesso de peso no primeiro ano e o restante nos anos seguintes.
(Fonte: Terra)
O objetivo da cirurgia bariátrica é restabelecer o peso adequado com melhora dos quadros de obesidade mórbida, associados a outros problemas, denominados co-morbidades, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, colesterol elevado, triglicérides elevado e osteoartrose.

Para saber se a cirurgia é indicada a determinado paciente, o médico calcula o índice de massa corporal (IMC), que corresponde ao peso em quilogramas dividido pela altura em metros ao quadrado. Quando o resultado da conta for maior que 35, associado à co-morbidades, surge a recomendação do procedimento para redução do peso.

Além do acompanhamento minucioso do médico e de outros profissionais no pós-operatório, é necessário manter um programa de atividade física (sob orientação de um profissional) para que os objetivos sejam alcançados e mantidos. Com a cirurgia bariátrica, é possível perder, em média, de 30% a 40% do excesso de peso no primeiro ano e o restante nos anos seguintes.

(Fonte: Terra)

Saber consumir diferentes tipos de sal ajuda a combater hipertensão

Saber consumir diferentes tipos de sal ajuda a combater hipertensão

Reduzir o consumo de sal de 5g para 3g diárias poderia salvar milhões de vidas. Essa foi a conclusão de um estudo recente conduzido pela Organização Mundial da Saúde, nos Estados Unidos. Mas, afinal, quando foi que o sal se tornou vilão da saúde? Quem melhor responde essa pergunta são os últimos números sobre hipertensão divulgados por grandes instituições. De um lado, o Ministério da Saúde estima que 22,7% da população brasileira sofra da doença. De outro, a OMS calcula que o problema seja responsável por 9,4 milhões de mortes no mundo todos os anos.
Embora esteja relacionada ao histórico familiar, ao sedentarismo, entre outras particularidades, é evidente que a hipertensão ainda tem forte relação com um fator facilmente controlável: a ingestão de sal. Enquanto o consumo diário do alimento deve ser limitado até 2400 mg de sódiopor adultos saudáveis, ele deve cair para algo entre 800 e 1.600 mg de sódio por quem tem a doença.
Limite a ingestão e melhore sua qualidade de vida!
Alguns tipos de sal, para você conhecer:
Sal light
O sal light pode ser uma boa alternativa para controlar melhor a hipertensão. Embora 50% de sua composição seja de cloreto de sódio, 50% são de cloreto de potássio, aponta a nutricionista Sandra da Silva Maria, da clínica Gastro Obeso Center. O que isso significa? O corpo depende de um equilíbrio hídrico regulado por sódio e potássio, sendo o primeiro retentor de líquidos e o segundo diurético. Ingerindo os dois, portanto, o organismo não retém tanta água e, assim, não leva ao aumento da pressão arterial. Ele só não é recomendado a indivíduos com doenças renais, uma vez que o problema leva ao acúmulo de potássio nos rins, o que pode favorecer doenças cardíacas.
1 g de sal light = 197 mg de sódio
Sal grosso
Tradicionalmente usado para temperar carnes, o sal grosso evita o ressecamento dos alimentos justamente por não ter passado pelo processo de refinamento. Ele apresenta a mesma quantidade de sódio do sal de cozinha, portanto.
1 g de sal grosso = 400 mg de sódio
Flor de sal
"Considerado um sal gourmet, a flor de sal costuma estar presente apenas em restaurantes mais requintados", aponta a nutricionista Sandra. O tempero é obtido na camada superior das salinas antes de serem depositadas no fundo, quando, então, se transformam no sal marinho. A coloração acinzentada se dá devido à presença de areia, mas também é comum o uso de outros elementos para alterar a cor do produto.
1 g de flor de sal = 450 mg de sódio
(Fonte: Portal Minha Vida/Adaptado)
Reduzir o consumo de sal de 5g para 3g diárias poderia salvar milhões de vidas. Essa foi a conclusão de um estudo recente conduzido pela Organização Mundial da Saúde, nos Estados Unidos. Mas, afinal, quando foi que o sal se tornou vilão da saúde? Quem melhor responde essa pergunta são os últimos números sobre hipertensão divulgados por grandes instituições. De um lado, o Ministério da Saúde estima que 22,7% da população brasileira sofra da doença. De outro, a OMS calcula que o problema seja responsável por 9,4 milhões de mortes no mundo todos os anos.

Embora esteja relacionada ao histórico familiar, ao sedentarismo, entre outras particularidades, é evidente que a hipertensão ainda tem forte relação com um fator facilmente controlável: a ingestão de sal. Enquanto o consumo diário do alimento deve ser limitado até 2400 mg de sódiopor adultos saudáveis, ele deve cair para algo entre 800 e 1.600 mg de sódio por quem tem a doença.

Limite a ingestão e melhore sua qualidade de vida!

Alguns tipos de sal, para você conhecer:

Sal light
O sal light pode ser uma boa alternativa para controlar melhor a hipertensão. Embora 50% de sua composição seja de cloreto de sódio, 50% são de cloreto de potássio, aponta a nutricionista Sandra da Silva Maria, da clínica Gastro Obeso Center. O que isso significa? O corpo depende de um equilíbrio hídrico regulado por sódio e potássio, sendo o primeiro retentor de líquidos e o segundo diurético. Ingerindo os dois, portanto, o organismo não retém tanta água e, assim, não leva ao aumento da pressão arterial. Ele só não é recomendado a indivíduos com doenças renais, uma vez que o problema leva ao acúmulo de potássio nos rins, o que pode favorecer doenças cardíacas.

1 g de sal light = 197 mg de sódio

Sal grosso
Tradicionalmente usado para temperar carnes, o sal grosso evita o ressecamento dos alimentos justamente por não ter passado pelo processo de refinamento. Ele apresenta a mesma quantidade de sódio do sal de cozinha, portanto.

1 g de sal grosso = 400 mg de sódio

Flor de sal
"Considerado um sal gourmet, a flor de sal costuma estar presente apenas em restaurantes mais requintados", aponta a nutricionista Sandra. O tempero é obtido na camada superior das salinas antes de serem depositadas no fundo, quando, então, se transformam no sal marinho. A coloração acinzentada se dá devido à presença de areia, mas também é comum o uso de outros elementos para alterar a cor do produto.

1 g de flor de sal = 450 mg de sódio

(Fonte: Portal Minha Vida/Adaptado)
Página 223 de 234

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-raphael-torres

 

Dr. Raphael Tôrres Figueirêdo de Lucena

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba

 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: